Ato contra reorganização escolar tem tumulto na região da Paulista

 

Dois estudantes e dois maiores de idade foram detidos durante ato contra a reorganização escolar na Avenida Doutor Arnaldo, próximo da Paulista, em São Paulo, na manhã desta quarta-feira (2). Mais cedo, 20 alunos fizeram um ato na Avenida Giovanni Gronchi, na Zona Sul.

 

As quatro pessoas foram levadas para o 23º DP (Perdizes), segundo informações da Globo News. Outros estudantes também estavam na delegacia para prestar apoio aos detidos e a movimentação era grande. Ainda de acordo com informações da Globo News, o motivo das detenções foi resistência e desobediência.

 

A confusão começou quando policiais militares retiraram cadeiras utilizadas pelos estudantes para fechar o sentido Sumaré da via. A avenida é considerada uma das mais importantes da cidade, pois liga a Zona Oeste à Avenida Paulista e fica na região do Hospital das Clínicas. Às 9h o tráfego para os carros foi liberado.

 

A ação dos policiais segue orientação dada pela Secretaria da Segurança Pública (SSP). Ementrevista exclusiva ao G1 na terça, o secretário da Segurança, Alexandre de Moraes, disse que a Polícia Militar (PM) vai intervir sempre que for preciso para impedir que alunos bloqueiem as principais vias de São Paulo.

 

“Para resumir, bem resumido, a função da Secretaria da Segurança Pública e da polícia nesses acontecimentos é garantir que não haja dano ao patrimônio público. E não haja confusão, não haja briga entre quem queira assistir aula e quem não queira", disse Moraes. "E também nós não vamos permitir que fiquem agora obstruindo as vias principais de São Paulo."

 

 

 

Detidos

Fonte: Do G1 São Paulo

Linha

Todos os direitos reservados. Rádio Cultura de Xaxim Ltda.              49 3353.2425