Esperar pelo menos três semanas para colocar prótese

 

O goleiro Jackscon Follmann, um dos seis sobreviventes do acidente com o avião da Lamia que levava a delegação da Chapecoense para a Medellin-COL, passou ontem por cirurgia de preparação do coto da perna direita, que foi amputada a cerca de 15 centímetros do joelho, para receber a prótese. A cirurgia foi no hospital da Unimed, em Chapecó.

A diretora clínica do hospital, Carolina Ponzi, disse que a recuperação está boa e com diminuição de inflamação.De acordo com o médico da Chapecoense , Carlos Mendonça, a expectativa é de, em três semanas, cicatrizar o coto. 

- Se em três semanas ele tiver condições vai a São Paulo para receber a prótese – explicou.

A opção por São Paulo foi pelo motivo de que ele já esteve na capital paulista, onde teve os primeiros cuidados no Brasil, antes de ser transferido para Chapecó. Ele deve ficar uma semana num hotel próximo da clínica onde terá que fazer um trabalho intenso de fisioterapia.

A média Carolina Ponzi ressaltou que, antes de colocar a prótese, é preciso ter certeza que não ficou nenhuma infecção no local.

Antes disso o goleiro terá que fazer também uma cirurgia no tornozelo esquerdo, que teve perda óssea.

- Vamos colocar uma haste no calcanhar – explicou Mendonça.

Zagueiro Neto terá alta em 48 horas

Em relação ao zagueiro Neto os médicos informaram que ele teve uma ruptura no ligamento cruzado posterior do joelho direito e por isso terá que usar tala durante quatro semanas.

Neto também teve uma lesão óssea na quinta vértebra da coluna mas sem lesão nervosa e fará tratamento tradicional e em três meses estará apto.

A expectativa é que ele deixe o hospital amanhã ou, no máximo em 48 horas.

 

 

Goleiro chap

Fonte: Diário Catarinense

Linha

Todos os direitos reservados. Rádio Cultura de Xaxim Ltda.              49 3353.2425