Autor de roubo em Entre Rios é condenado pela Justiça

 
 
O processo correu contra apenas um réu, que foi preso preventivamente, e segue aberto em relação ao outro agente, que, foragido, tem contra si mandado de prisão expedido e válido em todo o território nacional.
Relembre o caso.
 
Foi perto das 23h do dia 11 de janeiro que um cidadão de Entre Rios recebeu a "visita indesejada" em sua residência, localizada na Rua Manduri. Dois agentes tomaram a vítima de assalto fazendo uso de arma de fogo e, depois de lhe agredirem violentamente e lhe ameçarem de morte, levaram aproximadamente R$ 900 e um telefone celular.
 
A investigação foi concluída em 6 de fevereiro pela Polícia Civil, que representou pela prisão preventiva dos dois assaltantes. No dia 8 de fevereiro o Ministério Público ingressou com a ação penal.
 
Depois de observadas todas as garantias constitucionais de defesa, na data de ontem (18/04), P. R. foi condenado à pena de 5 anos e 8 meses de reclusão, em regime semiaberto (cumprido com manutenção do apenado 24h por dia em penitenciária agrícola ou industrial), sendo-lhe negado o direito de recorrer em liberdade.
 
À reportagem da Rádio Cultura, o Promotor de Justiça responsável pela 2ª Promotoria de Xaxim comentou que julgamentos ágeis como esse, em menos de 60 dias de tramitação da ação, trazem um pouco de alento à população, vítima constante da sensação de impunidade. A pena aplicada, porém, fica dentro dos parâmetros do que a legislação prevê, principalmente quando se trata de criminoso primário.
 
Da decisão cabe recurso (Ação Penal n. 0000077-24.2017.8.24.0081).
 
 
Fonte: MPSC

Mp sc

Fonte: MPSC

Linha

Todos os direitos reservados. Rádio Cultura de Xaxim Ltda.              49 3353.2425