Europeia visita SC para inspecionar frigoríficos exportadores

 

 (Foto: Reprodução/RBS TV)

Uma comitiva com técnicos da União Europeia desembarca nesta terça-feira (2) em Santa Catarina para inspecionar frigoríficos que exportam para o bloco econômico, conforme a Superintendência Federal de Agricultura no estado. A visita é um procedimento de rotina e, de acordo com o órgão, não é relacionada à Operação Carne Fraca, mas essa é a primeira auditoria da União Europeia após a operação, conforme o Sindicarne.

Segundo a superintendência, a vistoria será feita em dois ou três frigoríficos no Oeste catarinense. “Eles vêm para ver ser aquilo que nos comprometemos a fazer está sendo cumprido. Tem uma lista [de estabelecimentos], mas há a possibilidade de eles mudarem o roteiro, por uma série de fatores, como tempo, demora na visita, distância, se chover”, informou um representante do órgão.

Dois auditores e dois interpretes chegam em Florianópolis na noite desta terça, vindos de Brasília. Após uma reunião em Florianópolis na manhã de quarta (3), eles partem para Concórdia, onde devem chegar durante a tarde.

Na quinta-feira (4), no fim do dia, eles embarcam em Chapecó com destino a São Paulo. Outros estabelecimentos, entre frigoríficos, laboratórios e granjas, devem ser visitados em outros estados brasileiros.

Entre as avaliações que os técnicos devem fazer, está a verificação de cumprimento do Sistema Brasileiro de Inspeção e a Defesa Sanitária Catarinense. Estes dois certificados fazem parte dos requisitos do acordo sanitário entre União Europeia e o Brasil.

Ligação com Carne Fraca

Segundo a Superintendência Federal de Agricultura em Santa Catarina, a visita não tem relação com a operação Carne Fraca, deflagrada pela Polícia Federal em 17 de março para combater a venda de carnes vencidas ou de má qualidade em empresas do país.

Mas o Sindicarne acredita que os auditores serão ainda mais criteriosos nessa inspeção. “Essa auditoria é normal, apesar de ser a primeira após a operação. Então, a gente acha que eles vêm com mais perguntas para confirmar as informações fornecidas pelo Ministério durante o ocorrido”, afirma o diretor-executivo do Sindicarne, Ricardo de Gouvêa.

 

Uma unidade da empresa Peccin Agro Industrial de Jaraguá do Sul, no Norte de Santa Catarina, foi interditada. Ainda conforme a Superintendência Federal de Agricultura em Santa Catarina, a situação em Santa Catarina já está normalizada, pois a Operação "não teve grandes reflexos" no estado.

Frigorifico

Fonte: Por Valéria Martins, G1 SC

Linha
Player de Streaming

Todos os direitos reservados. Rádio Cultura de Xaxim Ltda.              49 3353.2425