Coral Arautos do Grande Rei precisa de ajuda

 
 
 
Em 25 de dezembro de 1972, iniciava em Xaxim o Coral Arautos do Grande Rei. Fundado pelo Frei Alfonso Vogel, além de ser a mais antiga instituição de ensino musical da região, desde 1975 faz parte da Liga Artística do Alto Uruguai, em 1979 ingressou na Federação de Meninos Cantores do Brasil e em 1984 ele foi declarado de utilidade pública.
 
Ao usar o espaço da tribuna na reunião da terça-feira, 12, a representante da Associação Coral Arautos do Grande Rei, Daniela Silva explicou que Frei Alfonso Vogel foi pioneiro no ensino musical na região e ensinou vários métodos pedagógicos, que não constam em livros, e nem outros materiais, mas, sim na sua vivência e sabedoria de mestre. Atualmente o Coral é uma instituição jurídica, com autonomia financeira que não possui vínculo com nenhuma instituição religiosa.
 
Muitos meninos e meninas cantores passaram pela Associação ao longo de seus 45 anos. Daniela citou exemplos de grandes cantores, artistas que fizeram parte do Coral, e hoje são destaque nacional: dentre eles o cantor lírico Alberto Batistela, convidado para cantar para o Papa João Paulo II; Fabiano Zoldan, que já atuou como regente da Orquestra da UFSC e também Mauricio Buzata, que já regeu a Orquestra da PUC, e teve oportunidade de cantar com Milton Nascimento. Nomes foram sugeridos para que uma futura homenagem seja realizada pelo Poder Legislativo em reconhecimento a tamanho feito.
 
 
Dificuldades
 
 
Conforme explicou Daniela, há vários anos o Coral passa por dificuldades. “Falando da parte física da sede, o teto está por cair e a regente, Giseli Linhares há vários anos não recebe salário condizente ao vencimento de regente”. Além disso, segundo a representante os recursos arrecadados quase não chegam para pagamento das contas do mês.
 
Embora essas situações vem a longa data, o Coral nunca deixou de oferecer com maestria o ensino musical. Ações já eram realizadas para arrecadação de recursos, contudo a Associação Coral Arautos do Grande Rei também estuda a possibilidade da contribuição financeira da população xaxinense através da conta de energia elétrica, além de outros convênios, parcerias e atividades.
 
O presidente do Legislativo Xaxinense, Agenor Junior Maier, ofereceu uma sala do primeiro piso do prédio da Câmara de Vereadores, que até 2016 era usado pela Igreja Adventista para ensaios, e estaria a disposição do Coral, caso necessário.
 
Mudança de Rua da Matriz para Rua Frei Alfonso Vogel
 
Logo após o falecimento do Frei Alfonso, chegou até o Poder Legislativo o pedido para mudança do nome da Rua da Matriz passando a se chamar Rua Frei Alfonso Vogel. Contudo, conforme a Lei Orgânica do município só pode se dar nome à ruas, prédios públicos, depois de completado um ano de falecimento. Além disso, o presidente do Poder Legislativo Xaxinense, Agenor Junior Maier, explicou que antes que qualquer alteração seja aprovada, quem é afetado pela Rua será consultado.
 
Homenagem
 
Daniela enfatizou que se a rua passar a denominar-se Frei Alfonso Vogel será uma grande honraria, porém, o Frei não era de grandes homenagens. Segundo ela, após muitas conversas, em 2013 a Banda Municipal de Xaxim passou a se chamar Frei Alfono Vogel. “Para ele, isso não era significativo, mas, pedia que aquilo que levasse seu nome, não divergisse de seus pensamentos”.
 
“Um legado e um pedido especial foi deixado a todos que fazem parte do Coral Arautos do Grande Rei, é que o Coral nunca acabe”.
A imagem pode conter: área interna
 
A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo
 
 
 
 
 

21742906 1339794772799518 8883904654102971941 n

Fonte: Assessoria de Comunicação - Câmara de Vereadores de Xaxim

Linha
Player de Streaming

Todos os direitos reservados. Rádio Cultura de Xaxim Ltda.              49 3353.2425