Justiça suspende reajuste nas tarifas de Sedex e PAC

 

 

Uma liminar suspendeu o aumento das tarifas em entregas de encomendas via Sedex ou PAC para produtos comprados pelo site Mercado Livre. A informação foi confirmada pelos Correios nesta segunda-feira (5). Por meio de nota, o órgão destacou que foi notificado e está trabalhando para derrubar a decisão provisória. As informações são do site G1.

O perfil oficial do Mercado Livre no Twitter confirmou e comemorou a decisão, que é da juíza Rosana Ferri, da 2ª Vara da Justiça Federal de São Paulo.

"Precisamos continuar com força total para que isso seja definitivo. Contamos com vocês", diz um trecho da publicação.

Os novos preços dos Correios estão programados para entrarem em vigor a partir desta terça-feira (6). Na data, as tarifas dos serviços de Sedex e PAC serão reajustadas em todo o país.

Na semana passada, o Mercado Livre, por meio de nota, apontou como retrocesso a medida tomada pelos Correios, salientando que as negociações realizadas via internet, também chamadas de e-commerce, são a forma de comércio que mais cresce no mundo. 

A decisão judicial também suspendeu, segundo o Mercado Livre, a cobrança extra de R$ 3 para entrega a clientes no Rio de Janeiro. Os Correios justificavam a taxa em razão da "situação de violência" e os seguidos aumentos do "custo para entrega de mercadorias nessa localidade". 

O comunicado dos Correios dizia que “a cobrança poderá ser suspensa a qualquer momento, desde que a situação de violência seja controlada”.

 

24106188

Fonte: Diário Catarinense

Linha
Player de Streaming

Todos os direitos reservados. Rádio Cultura de Xaxim Ltda.              49 3353.2425