Polícia Federal pede quebra de sigilo telefônico de Michel Temer

 

A quebra de sigilo telefônico do presidente Michel Temer foi pedida pela Policia Federal, juntamente com as dos ministros Eliseu Padilha da Casa Civil e Moreira Franco de Minas e Energia.

O inquérito da operação Lava Jato apura suposto pagamento de propina pela Odebrecht na Secretaria de Aviação Civil quando foi comandada pelo MDB no ano de 2014. Com a quebra do sigilo, a Policia Federal pretende rastrear telefonema do presidente com os dois ministros em data próximo ao encontro no Palácio do Jaburu.

Segundo o depoimento do delator Claudio Melo Filho, o ex- executivo da empresa Odebrecht, ao Ministério Publico Federal, Michel Temer pediu R$ 10 milhões em 2014 ao empreiteiro Marcelo Odebrecht. Na época ainda quando Temer ocupava o cargo de vice-presidente ele compareceu em um jantar no Palácio do Jaburu com a participação de Marcelo, do ministro Eliseu Padilha. Na ocasião segundo o delator, Temer solicitou de forma direta e pessoal a Marcelo apoio financeiro para as campanhas do MDB em 2014.

O presidente admitiu que o jantar aconteceu, porém disse que não foi falado em valores. Ao se tornar conhecido o depoimento, o Palácio do Planalto enviou nota informando que o presidente Michel Temer repudia com veemência o conteúdo da delação de Melo Filho.

Fonte: G1

6b26ed27580645828972a66f75e3a0bc71db telefone

Fonte: G1

Linha
Player de Streaming

Todos os direitos reservados. Rádio Cultura de Xaxim Ltda.              49 3353.2425