PLANTÃO CONEXÃO CULTURA AM

 

O candidato do PSL ao governo de Santa Catarina, Comandante Moisés, divulgou nota oficial na tarde desta quinta-feira reagindo à declaração de apoio do adversário Gelson Merisio (PSD) ao presidenciável Jair Bolsonaro (PSL).

No texto, Moisés destaca a posição nacional do PSD de apoiar Geraldo Alckmin (PSDB) e declara que "só há um candidato de Bolsonaro no Estado".

"Tomei conhecimento na manhã desta quinta-feira, da postura do candidato ao governo do Estado, da coligação 'Aqui é Trabalho', que aglutina os partidos PSD/PP/PSB/DEM/PRB/PDT/SD/PSC/Pros/PCdoB/PV/PHS/Podemos/PRP/PPL, declarando oficialmente seu apoio ao presidenciável do meu partido (PSL), Jair Messias Bolsonaro. Em julho, na convenção nacional, o PSD, sigla do referido candidato, declarou apoio ao presidenciável Geraldo Alckmin, que compõe a chapa com Ana Amélia Lemos (PP), mostrando assim que o mesmo não respeita a decisão do seu próprio partido. Tal fato me causou surpresa e uma certa indignação.

Considero que esta atitude reprovável não deve fazer parte do jogo democrático. Além do que, os compromissos assumidos, sejam eles na política ou na vida pessoal, devem ser cumpridos. Devemos, como homens públicos, dar o exemplo e pautar nossas atitudes na honestidade, responsabilidade e retidão do nosso caráter. Portanto, em um momento em que tantos buscam surfar na onda Bolsonaro em Santa Catarina, é preciso que o povo tenha a plena consciência de que só há um candidato de Bolsonaro no Estado, que sou eu, Comandante Moisés.

Nosso projeto representa a verdadeira mudança e a negação de velhas práticas. O eleitor do Bolsonaro é fiel e tem que votar no candidato que ele apoia aqui em Santa Catarina. Alinhados à Presidência, com Jair Bolsonaro, estão Lucas Esmeraldino, candidato ao Senado, eu, candidato ao governo, e toda a nominata de deputados do PSL-SC.

Só será possível acelerar o processo de mudança e colocar Santa Catarina no hall do crescimento e desenvolvimento que as famílias catarinenses buscam, votando em candidatos que tenham o compromisso com uma nova maneira de fazer política. Necessitamos de ordem e progresso, com muito trabalho.

Será difícil parar a força de um Brasil e de um Estado que quer mudar".

Diário Catarinense /Foto: Marco Favero / Diário Catarinense

Moises

Fonte: Diário Catarinense

Linha
Player de Streaming

Todos os direitos reservados. Rádio Cultura de Xaxim Ltda.              49 3353.2425