Chave de Jaguar envolvido em acidente em SC é entregue no cartório

A chave do Jaguar envolvido na batida que matou duas jovens em Gaspar, no Vale do Itajaí, foi entregue ao cartório da Vara Criminal do município por um parente do motorista do veículo. O instrumento é necessário para completar a perícia do automóvel. A chave foi entregue na segunda-feira (8).

 

A colisão ocorreu em 23 de fevereiro. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), Evanio Wylyan Prestini, de 31 anos, motorista do Jaguar, estava sob efeito de álcool e em alta velocidade na hora do acidente. Ele chegou a ser gravado por outros motoristas fazendo zigue-zague na rodovia. O condutor teve a prisão preventiva decretada um dia depois do acidente e seguia preso até a tarde desta quarta (10).

 

O Instituto Geral de Perícias (IGP) enviou para o Vale do Itajaí, na semana retrasada, peritos especializados de Florianópolis. A missão, determinada pela Justiça, era fazer um exame completo no carro dirigido pelo acusado.

Os peritos voltaram com um exame superficial, basicamente apontando os danos no veículo, o que deixa pendente uma série de perguntas, segundo a promotora que fez a denúncia, Andreza Borinelli.

 

Com a chave, os peritos vão conseguir acessar o computador de bordo do veículo, que pode guardar dados fundamentais para o andamento das investigações.

 

"Questão da velocidade do veículo, verificar se pelo GPS do veículo é possível saber qual foi o trajeto efetuado pelo motorista, verificar itens de segurança do carro dele, se estavam todos ativados", disse a promotora.

Denúncia

 

Segundo o MPSC, em 23 de fevereiro, Prestini dirigia embriagado um carro Jaguar pela BR-470. Ele trafegou por mais de 100 quilômetros de forma perigosa e, por volta das 6h, no km 43, invadiu a pista contrária. Dessa forma, as vítimas não tiveram qualquer chance de evitar a batida.

 

O Jaguar colidiu de frente com um Palio. Morreram no acidente Suelen Hedler da Silveira, de 21 anos, e Amanda Grabner Zimmermann, de 18 anos. Ficaram feridas outras três jovens, incluindo a motorista do Palio.

 

 

O motorista do Jaguar foi denunciado por dois homicídios qualificados por perigo comum e sem chance de defesa para as vítimas e três tentativas de homicídio com as mesmas qualificadoras, além de dirigir bêbado.

Acidente1

Fonte: G1 SC

Linha

Todos os direitos reservados. Rádio Cultura de Xaxim Ltda.              49 3353.2425