Não está na hora de termos um evangélico no STF?', diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro questionou nesta sexta-feira (31), em evento de uma igreja evangélica em Goiânia (GO), se não está na hora de o Supremo Tribunal Federal (STF) ter um ministro evangélico. As informações são do jornal “O Estado de S. Paulo”.

A fala se deu no momento em que o presidente criticou a atuação do STF no julgamento que vai enquadrar a homofobia como crime de racismo. Já há maioria no Supremo nesse sentido, mas o julgamento foi interrompido na última semana e deverá ser retomado em junho. Para Bolsonaro, o órgão do Judiciário estaria extrapolando suas funções e legislando.

“Então, com todo respeito ao Supremo Tribunal Federal, uma pergunta: existe algum, entre os 11 ministros do Supremo, evangélico, cristão assumido?”, afirmou. “Não me venha a imprensa dizer que eu quero misturar a Justiça com a religião. Todos nós temos uma religião ou não temos. E respeitamos e tem que respeitar. Será que não está na hora de termos um ministro do Supremo Tribunal Federal evangélico?”, disse. Após a fala, o presidente foi aplaudido pela plateia presente no templo da Assembleia de Deus.

 

 

“O Supremo Tribunal Federal agora está discutindo se homofobia pode ser tipificado como racismo. Desculpe aqui o Supremo Tribunal Federal, que eu respeito e jamais atacaria outro poder, mas, pelo que me parece, estão legislando. E eu pergunto aos senhores: o Estado é laico, mas eu sou cristão”, afirmou.

Julgamento

O presidente do STF, ministro Dias Toffoli, anunciou que o julgamento sobre a criminalização da homofobia, marcado para o dia 5 de junho, deverá ser retomado no dia 13 de junho. Seis ministros já votaram para que a discriminação contra homossexuais, bissexuais e transexuais seja enquadrada como crime de racismo até o Congresso Nacional aprovar uma lei sobre o tema.

Bolsonaro desenvolvimento 31052019114349150

Fonte: Do R7

Linha
Player de Streaming

Todos os direitos reservados. Rádio Cultura de Xaxim Ltda.              49 3353.2425