Como educar seu filho para usar as mídias digitais em segurança

O Instituto Palavra Aberta lança nesta quinta-feira (6), o EducaMídia – Programa de Educação Midiática, que tem por objetivo difundir o tema no Brasil e fornecer suporte e ferramentas para que crianças e jovens desenvolvam as habilidades necessárias para consumir informação de forma segura e responsável. O projeto receberá um investimento de R$ 4 milhões do Google.org, braço de filantropia do Google, ao longo dos próximos dois anos.

“Os desafios são muitos, mas enxergamos que as soluções também devem ser, afinal a educação midiática deve ser uma conquista almejada por toda a sociedade”, afirma Juliana Nolasco, gerente de políticas públicas e relações governamentais do Google Brasil. “Juntos, vamos fazer da educação midiática uma nova forma de preparar cidadãos para lidar com o presente e construir o futuro”.

Como ajudar seu filho a ser um profissional do século 21

Para a presidente-executiva do Palavra Aberta, Patricia Blanco, a mudança na forma como consumimos, produzimos e compartilhamos informações exige novas habilidades. “Queremos desenvolver o potencial de comunicação dos jovens nos mais diversos meios, fomentando habilidades de interpretação crítica, produção ativa de conteúdos e participação responsável na sociedade”, ressalta.

“A união de esforços é fundamental — e o apoio do Google.org foi decisivo para que pudéssemos lançar um programa de âmbito nacional e com a missão de engajar e capacitar professores no processo de educação midiática e incentivar a sua prática em sala de aula”.

O EducaMídia nasce como resposta na área de educação ao desafiador contexto social em que vivemos, marcado pela poluição informacional, pela fusão dos papéis de consumidor e produtor de conteúdo e pelo aumento da intolerância.

O público-alvo prioritário do programa são professores e educadores do Ensino Fundamental, para que propaguem a educação midiática como o conjunto de habilidades para acessar, analisar, criar e participar de maneira crítica do ambiente informacional e midiático em todos os seus formatos – dos impressos aos digitais. O programa desenvolveu um currículo de educação midiática alinhado com os princípios da Base Nacional Curricular Comum (BNCC).

Já no lançamento, o EducaMídia traz o currículo e os objetivos da educação midiática para professores e alunos, além de um curso introdutório de 30 horas à distância. Todos os recursos são gratuitos. Até o fim do ano, o programa dará início a uma rodada de eventos para formação de professores nas 5 regiões do país.

Importantes nomes ligados à educação fazem parte do conselho consultivo do EducaMídia, para orientar as estratégias do programa e zelar pela qualidade das iniciativas adotadas. Todas as ações desenvolvidas pelo programa ou por seus parceiros estratégicos serão consolidadas em uma única plataforma, no endereço www.educamidia.org.br.

Conselho consultivo
Alexandre Le Voci Sayad -  Educador, jornalista, diretor da ZeitGeist e membro diretivo da aliança GAPMIL (UNESCO/Paris)
Antonio Gois - Jornalista, colunista de educação do jornal O Globo e presidente da Jeduca
Claudia Costin -  Professora universitária e diretora do Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais da FGV-RJ
Cristina Helena Pinto de Mello - Pró-reitora nacional de pesquisa e pós-graduação da ESPM
Ismar de Oliveira Soares - Professor, pesquisador e presidente da Associação Brasileira de Pesquisadores e Profissionais em Educomunicação (ABPEducom)
João Alegria - Diretor de TV, escritor e gerente-geral do Canal Futura
Mozart Neves Ramos - Químico, educador e diretor de articulação e inovação do Instituto Ayrton Senna
Vera Iaconelli - Psicanalista e colunista do jornal Folha de S. Paulo.

Lancamento do educamidia parceria do google com instituto palavra aberta 06062019141939069

Fonte: R7

Linha
Player de Streaming

Todos os direitos reservados. Rádio Cultura de Xaxim Ltda.              49 3353.2425