CONTA DE LUZ DEVE FICAR EM TORNO DE 4% MAIS CARA NO MÊS DE SETEMBRO

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou que a tarifa de energia elétrica em Santa Catarina vai ficar mais cara em setembro. O patamar de cobrança mudou em agosto e passa a valer bandeira vermelha 1, com custo adicional de R$ 4 para cada 100 quilowatts-hora consumidos. Até o mês de julho, com a bandeira amarela, o valor era de R$ 1,50 a cada 100 quilowatts-hora.

O aumento é válido para todo o país. Em Santa Catarina, segundo o assistente da Diretoria Comercial da Celesc, Vanio Moritz Luz, uma família de quatro pessoas deverá gastar em média entre R$ 200 e R$ 250 por mês com a nova bandeira.

Custo de energia mais alto

A maior parte da energia elétrica distribuída em SC é gerada a partir de usinas hidrelétricas, que produzem eletricidade por meio da força das águas. Nos períodos de falta de chuva, os reservatórios das hidrelétricas têm sua capacidade reduzida, o que resulta a diminuição da capacidade de produção.

Para suprir a demanda, o Operador Nacional do Sistema (ONS) aciona as usinas termelétricas — chamadas também de térmicas — que produzem energia por meio da queima de carvão ou óleo diesel. As termelétricas são as últimas a serem acionadas, pois é seguida a ordem da produção mais barata para a mais cara.

De acordo com Vanio Moritz Luz, o aumento na conta de luz acontece porque fica mais caro produzir energia.

“O custo de uma usina térmica é bem mais levado, de duas a três vezes mais do que a produção de energia hidrelétrica” explica.

Agosto de pouca chuva em Santa Catarina

Ainda que a distribuição de energia dependa de outros estados, Santa Catarina também enfrenta um período de tempo seco. Seguindo a tendência dos meses de junho e julho, a previsão para o mês de agosto é de chuva abaixo da média no Estado.

“Segundo a previsão climática agosto deverá ficar abaixo da média e setembro deve chover próximo à média histórica. A chuva para os próximos 10 dias é de somente 20 a 40 mm em média, segundo os meteorologistas” explica Guilherme Miranda, pesquisador de Hidrologia da Epagri/Ciram e mestre em Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental.

Veja dicas que ajudam a economizar na conta de luz:

• Tomar banhos mais curtos, de até cinco minutos;

• Selecionar a temperatura morna no verão;

• Verificar as potências no seu chuveiro e calcular o seu consumo;

• Regular a temperatura interna da geladeira de acordo com o manual de instruções;

• Evitar colocar alimentos quentes dentro da geladeira;

• Deixar espaço para ventilação na parte de trás da geladeira e não utilizá-la para secar panos;

• Descongelar a geladeira e verificar as borrachas de vedação regularmente; • Quando possível, retirar da tomada aparelhos eletrônicos em modo de espera, como televisores, rádios, consoles de videogames, fornos de micro-ondas e computadores.

A1b9c87ce152522fae40e85c4a4267d2

Fonte: Diário Catarinense

Linha

Todos os direitos reservados. Rádio Cultura de Xaxim Ltda.              49 3353.2425