Projeto da nova rodoviária de Xanxerê abrange revitalização

A ideia da mudança de local do Terminal Rodoviário Municipal de Xanxerê faz parte de um plano de negócios para a revitalização do Parque de Exposições Rovilho Bortoluzzi, que recebe a ExpoFemi. Além da transferência, deve ser realizada a readequação da área para abrigar o novo terminal e um parque multiuso, de forma a fomentar o turismo. O estudo foi realizado neste ano e, segundo o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Charles Rabaiolli, a Prefeitura busca investidores para executar a ideia.

A proposta está disponível às empresas interessadas. Através de cessão de uso, a empresa deve investir na construção e operação do novo terminal por determinado tempo. Ainda conforme o secretário, não há uma previsão de quando o projeto será colocado em prática, já que a ideia é que não haja investimento de dinheiro público para construção. Por outro lado, a revitalização do parque, a princípio, ficaria por conta do município.

- A concepção e o estudo do projeto aconteceram agora, mas esse projeto não será feito neste ano, nem no ano que vem, porque nós não queremos colocar dinheiro público. A ideia é procurar investidores para tornar o projeto realidade - disse.

De acordo com Rabaiolli, a decisão da mudança da retirada do terminal rodoviário do Centro para as margens da BR-282 surgiu depois que foi levantada a necessidade de uma reforma na estrutura da rodoviária e a conclusão dos reparos ultrapassaria R$ 1,5 milhão. Depois disso, foi pensado num projeto com pretensão maior, de tornar o parque mais atrativo tanto para os viajantes quanto para a comunidade xanxerense. Outros objetivos são atrair novas rotas rodoviárias e criar parada para ônibus de turistas.

Projeto
O terminal intermunicipal interestadual está localizado atualmente na Rua Almirante Tamandaré e, junto com o terminal urbano, ocupa uma área de 5.838m². Segundo o secretário, é utilizado apenas 5% da capacidade de operações que a rodoviária tem. A nova estrutura deve ser construída no canto do terreno da Femi, próximo de onde fica a Defesa Civil e, a principio, teria 780m² de área interna e 4400m² incluindo a área de manobra.

- A gente queria aproveitar a equina por onde passam, segundo o Denit, 10 mil carros/dia e fazer um espaço com vagas para receber ônibus de linha, vagas para receber ônibus de turismo e construir um terminal integrado. Para ter uma espécie de rodoshopping, restaurante, algo mais atrativo, então, não é só a rodoviária. Hoje, essas linhas maiores deixam de ser uma opção aqui porque os ônibus não entram em Xanxerê por causa da localização. Mas, daqui a pouco, aqui, nós teríamos mais opções – explica.

De acordo com o projeto, a área de transição entre o parque e a rodoviária deve abrigar banheiros e comércio. O objetivo é que a área promova o trânsito e estadia nos comércios, de forma a manter o local em bom estado. Na parte do parque, a intenção é construir estruturas para a prática de atividades físicas, como trilhas de caminhada e quadras poliesportivas.

Vagas de estacionamento para a ExpoFemi
Segundo o secretário, a parte que se perde de estacionamento é pequena e não compensa deixar de pensar em um projeto de tal amplitude por conta de vagas que são utilizadas a cada dois anos.

Destino do terreno
O projeto não prevê a transferência do terminal de transporte urbano, que teria que ser realocado. Também ainda não há nada certo quanto ao que seria feito com o terreno onde hoje está localizada a rodoviária.  O espaço de mais de 5 mil metros quadrados é avaliado em mais de R$ 5 milhões e poderá ser vendido para uma finalidade que valorize a área considerada nobre, segundo o secretário, ou pode ser utilizado para serviços públicos oferecidos pela administração.

 

Secretario 400 276 s c1

Fonte: Tudo Sobre Xanxerê

Linha

Todos os direitos reservados. Rádio Cultura de Xaxim Ltda.              49 3353.2425