Preço alto da gasolina em Florianópolis

O Procon de Florianópolis recebeu 38 reclamações formais relacionadas ao alto preço da gasolina no último mês. No entanto, o posto que tinha o maior valor praticado na Capital na última pesquisa da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) apresentou uma redução de 20 centavos nesta terça-feira (30), conforme apuração da reportagem do ND+.

O último levantamento da ANP foi realizado no dia 25 de março. O Posto Galo, na rua Almirante Lamego, região central, apresentava um dos maiores valores do combustível na época, de R$ 5,49. Nesta terça, o custo por litro é de R$ 5,29.

Um dia anterior ao levantamento, a Petrobras anunciou a redução de 4% nos preços nas refinarias, com preço médio do combustível de R$ 2,59. Até o dia 8 de março, foram seis aumentos no valor dos combustíveis em 2021.

Quanto deveria ser o preço do combustível?

 

Mesmo assim, não é possível precisar quanto os postos deveriam cobrar pela gasolina, já que os custos pagos para manter o negócio e a margem de lucro são variáveis. Além disso, não existe “preço abusivo”, conforme explica o diretor do Procon da Capital Alexandre Farias Luz.

“Antes, o Procon tinha o entendimento que 20% era o máximo de margem de lucro que se poderia ter na gasolina, mas essa análise não pode mais ser feita”, afirma.

Atualmente, não existe um valor máximo de lucro que o estabelecimento pode atingir, apenas não se pode ter aumento de rendimento acima do habitual durante um determinado período.

Agencia brasil 800x479

Fonte: Nd Mais / Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil/ND

Linha
Player de Streaming

Todos os direitos reservados. Rádio Cultura de Xaxim Ltda.              49 3353.2425