Menino atropelado teve perda de massa encefálica durante cirurgia

 

 

 

Por: Andressa Nascimento

 

 

O menino de sete anos, atropelado em Xanxerê quando chegava na escola, passou por cirurgia no Hospital Regional do Oeste (HRO) onde está internado. De acordo com a tia da criança, Luiza Scheibel, em entrevis ao TUDOSOBREXANXERE.com.br, a maior preocupação com o Luiz são as lesões no crânio e também nos pulmões, já que o menino está com uma broncoaspiração.

 

- Ontem (terça-feira) a tarde foi para Chapecó, passou por uma avaliação médica e, por volta das 20 horas foi para o centro cirúrgico fazer uma cirurgia de crânio, porque estava com fratura e afundamento de crânio. O estado dele continua grave, muito grave. Ele está com problema de pulmão, uma broncoaspiração e já está com drenagem de tórax. Permanece na UTI em estado grave, sedado e vai permanecer sedado, conforme orientações médicas, até amanha (quinta-feira) e depois disso vão começar a tirar a sedação e acompanhar como será a evolução pós-operação – explica a tia, bastante abalada.

 

Até o momento, a família não recebeu informação médica sobre a suspeita de fratura no quadril, ou bacia. Luiza afirma que a maior preocupação é com a melhora dos pulmões e do crânio. A tia também pede a comunidade xanxerense que as orações para seu sobrinho continuem, pois o estado dele ainda é muito grave.

 

Acidente

O menino foi vítima de atropelamento por volta das 13h30min da tarde de terça-feira (15), em frente ao Colégio La Salle, quandoatravessava a rua na faixa de pedestres e foi atingido por duas motocicletas. O pai o deixou em frente a escola, mas do outro lado da via, e presenciou o atropelamento do menino. Equipes de socorro foram chamadas imediatamente e fizeram a condução da criança até o Hospital Regional São Paulo (HRSP) de Xanxerê, de onde foi transferido para Chapecó.

 

Um jovem, de 20 anos, dono de uma moto Honda/Titan vermelha, suspeito de participar do atropelamento, foi ouvido pelo delegado Adilson Bressan. Em seu depoimento, ele nega a participação, garante que estava trabalhando e também não tinha informação sobre o acidente. A Polícia ainda procura pela moto Honda/Biz de cor preta, que colidiu com a criança. Populares informaram que o motociclista da Biz, teria derrubado o menino no chão e, em seguida, quem conduzia a moto de cor vermelha, teria passado por cima.

 

A suspeita é que ocorria, no momento do atropelamento, um racha na rua, informação negada pelo suspeito que prestou depoimento à polícia. Imagens de monitoramento, gravadas por alguns edifícios residências naquela região, são analisadas pela Polícia Civil na tentativa de localizar o outro motociclista.

 

 

TSC / (foto: Carol De Biasi/TSX)

Asd

Fonte: TSC

Linha

Todos os direitos reservados. Rádio Cultura de Xaxim Ltda.              49 3353.2425