Menor risco de diabetes

 

 
 
 
 

Estudo do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) mostra que o consumo de cranberry ajuda a diminuir o risco de desenvolver diabetes, derrame e doenças cardiovasculares, que estão entre as principais causas de morte no mundo. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o trio é responsável, anualmente, por mais de 15 milhões de mortes. De acordo com a pesquisa, a cranberry é fonte de compostos protetores — polifenóis — que sustentam as defesas naturais do organismo.

Os testes foram realizados com 56 adultos saudáveis com idade média de 50 anos. Por oito semanas, metade dos participantes bebeu suco de cranberry de baixa caloria duas vezes ao dia, enquanto o outro grupo consumiu um suco placebo. Durante a análise, pesquisadores monitoraram a pressão arterial e o açúcar e lipídios no sangue, além da proteína C-reativa, um tipo de marcador de inflamação.

Conheça oito alimentos que ajudam a evitar a hipertensão arterial

Grãos integrais podem reduzir o risco de morte prematura

O grupo que bebeu o suco de cranberry apresentou melhora em todos os índices analisados, o que pode associar-se a um risco 10% menor de desenvolver doenças cardíacas e 15% menor de acidente vascular cerebral (AVC). Os resultados sugerem que os polifenóis encontrados em grande quantidade na cranberry são os agentes encarregados pela proteção do organismo contra doenças crônicas. Além disso, a fruta contém proantocianidina, antioxidante que pode prevenir a entrada de determinadas bactérias no corpo.

Em virtude de seus benefícios para a saúde, a cranberry é indicada por médicos para tratamentos como infecção urinária, por exemplo. Estudo anteriores também indicam a fruta como um alimento eficaz para o controle de peso e bom funcionamento de vasos sanguíneos.  



ZH BEM ESTAR / 
 
Foto: Keira Bishop / Stock photo
 

Fruta

Fonte: BEM ESTAR

Linha
Player de Streaming

Todos os direitos reservados. Rádio Cultura de Xaxim Ltda.              49 3353.2425